quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Celebração de Santa Teresa de Ávila

Faz hoje, dia 15 de Outubro, setenta e dois anos que o Colégio de S. José (o Ramalhão) abriu as suas portas a meninas internas. Vinham de todo o país e também do estrangeiro. Umas seguiam o currículo normas, oficial; outras, apenas disciplinas de cultura geral. Estas até tinham uma sala para elas- o chamado curso geral. 
Mas a aquisição do edifício, que fora casa senhorial e palácio real, não foi fácil, porque exigiu muita procura e, claro! dinheiro que as Madres não possuíam.
Houve que dar muitos passos, calcorrear muitos caminhos, visitar muitos edifícios, até encontrar este velho palácio, muito bonito, sossegado e protegido mas também algo degradado.
E depois, foi necessário recorrer a amigos e conhecidos para conseguir a verba pedida - 5oo contos. Não era muito!... Talvez não, mas estava longe de ser pecúlio que as Madres tivessem. Mas, "com a graça de Deus tudo se consegue"  como escreveu a Madre Teresa Catarina Lavradio ao Frei Tomás Videira, contando-lhe das dificuldades desta compra.
E assim, com muitas ajudas, a casa e a quinta foram adquiridas em meados de 1941. A 8 de Setembro do mesmo ano, as Irmãs instalaram-se e começaram as obras de limpeza e reparação.
A 15 de Outubro de 1942 iniciaram-se as aulas no Colégio, correspondendo ao sonho da Madre Fundadora  que pretendeu sempre colaborar na formação das jovens que seriam as " mulheres do àmanhã ".
Faz portanto hoje anos o Colégio.  Exactamente 72! Certamente muita gente se lembrará.
Antigamente (há muitos anos... como diria a rir uma nossa professora  de História) celebrava-se também, neste dia de Santa Teresa  de Ávila, a festa da directora do Colégio, por ser o dia da Santa do seu nome.
Santa Teresa e Santa Catarina de Sena, são as duas mulheres que a Igreja reconhece como Doutoras da Igreja.
Sta Teresa carmelita, Sta Catarina dominicana... duas mulheres, dois diferentes ideais mas o mesmo amor a Deus e o mesmo testemunho de vida.
Hoje, peçamos a Santa Teresa, que interceda por nós.
                                            Ir. Maria Teresa de Carvalho Ribeiro, O.P.

2 comentários:

  1. Querida Madre Teresa, depois de já hoje nos termos cruzado várias vezes nos corredores do Ramalhão e de termos estado juntas na Missa da Comunidade, não queria terminar o dia sem lhe agradecer por esta memória tão viva e comovente da fundação do Colégio e pela generosidade e frescura com que anima este blogue, dirigido às suas alunas, mas de tanto proveito para muitos outros. Um beijinho de parabéns por esta data e também pela festa da Santa do seu nome - tinha graça terem-se conhecido, deviam ter muita coisa em comum! Madalena Fontoura

    ResponderEliminar
  2. Obrigada, Madalena, pelas suas tão simpáticas palavras. Realmente gosto de escrever para as minhas alunas e para os amigos que me querem ler. Tento sempre deixar-lhes uma reflexão, mesmo que seja no meio de muitas outras ideias. Hoje não podia deixar passar esta data, importante para muita gente , lembrando o dia em que tudo começou. Cheguei a esta casa 15 anos depois da sua fundação mas tenho-lhe dado o melhor do meu entusiasmo. Ir. Teresa,O.P.

    ResponderEliminar